As despesas da Segurança Social com pensões e com os subsídios de desemprego estão a crescer 10,1% e 10,5%, respetivamente.

De acordo com os dados da Direção Geral do Orçamento (DGO) revelados esta sexta-feira, as despesas com pensões, as que mais pesam no total, ascenderam a 9.066,4 milhões de euros até julho deste ano. Mais 10,1% que nos primeiros sete meses do ano passado.

Também os subsídios de desemprego custaram mais 10,5% este ano que no ano passado: a despesa com esta prestação social atingiu 1.636,7 milhões de euros até julho.

Contas feitas, e tendo em conta todas as prestações sociais, a Segurança Social gastou 12.998,8 milhões de euros até julho, mais 6,9%.