A despesa da Administração Central e da Segurança Social cresceu 4,5% entre janeiro e novembro deste ano, em comparação com o mesmo período de 2012, com os gastos a aumentarem quase 3 mil milhões de euros.

Receita fiscal cresce mais de 9% até novembro

De acordo com a Direção-Geral do Orçamento, na síntese de execução orçamental divulgada hoje com os números dos primeiros onze meses do ano, a despesa este ano já está acima do nível do ano passado em 2.950,8 milhões de euros.

Parte deste valor é explicado pelo pagamento dos subsídios de Natal aos funcionários públicos, algo que não aconteceu no ano passado.

O pagamento dos subsídios ajuda a explicar o aumento das despesas com pessoal em cerca de 1.200 milhões de euros face ao verificado no ano anterior, elevando estas despesas para os 11,8 mil milhões de euros.

No entanto, o maior aumento verifica-se nas transferências correntes feitas pela Administração Central para outros subsetores, que cresceu em cerca de 2,75 mil milhões de euros no mesmo período.

A despesa nos primeiros onze meses do ano superou assim os 67,8 mil milhões de euros.