O desemprego em Espanha caiu em julho pelo quinto mês consecutivo, baixando para 4.698.814 o número total de desempregados, revelam dados publicados esta sexta-feira pelo Ministério do Emprego e da Segurança Social espanhol.

Embora tenha caído 1,36%, ou seja em 64.866 pessoas, face ao mês anterior, o número de desempregados registados em julho representa um aumento de 2,43% em relação ao mesmo mês do ano passado, ou seja, mais 111.359 pessoas.

A taxa de 2,43% é o valor mais baixo desde agosto de 2007.

O desemprego cai agora pelo quinto mês consecutivo, o que não acontecia desde 2007, revela o Ministério, que destaca ainda que a queda é mais do dobro da do mesmo mês de 2012, quando o desemprego diminuiu em 27.814 pessoas.

O Ministério sublinha ainda que a diminuição de julho duplica a média do mesmo mês de toda a série histórica (33.008 pessoas).

O presidente do Governo espanhol, Mariano Rajoy, anunciou na quinta-feira que nos últimos cinco meses saíram das listas dos serviços públicos de emprego 341.408 pessoas.

Em julho, o desemprego caiu em todos os setores, salvo no grupo sem emprego anterior, que subiu em 2.354 pessoas, ou seja 0,63 por cento.

O desemprego dos jovens com menos de 25 anos caiu no mesmo mês em 8.489 pessoas (2%) face ao mês anterior, enquanto o desemprego das pessoas com 25 anos ou mais caiu em 56.377 (1,30%).