A Comissão Europeia antecipa esta segunda-feira um crescimento da economia portuguesa de 1% em 2014, quando nas previsões económicas da primavera, apresentadas no mês passado, apontava para 1,2%, em linha com as projeções do Governo.

Por ocasião das recomendações específicas aos Estados-membros, no quadro do semestre europeu de coordenação de políticas económicas, Bruxelas divulgou hoje também um documento de trabalho elaborado pelos seus serviços, de avaliação do programa nacional de reformas e do programa de estabilidade de Portugal para 2014, onde é apontada a nova previsão, com base no novo «cenário macroeconómico».

Logo no sumário inicial, o documento indica que «a retoma da economia portuguesa está a firmar-se», e «de acordo com o cenário macroeconómico atualizado do programa de ajustamento macroeconómico, o PIB (Produto Interno Bruto) real deverá crescer 1% em 2014 e 1,5% em 2015», com base numa recuperação gradual da procura interna e mais contributos positivos das exportações.

A 05 de maio passado, no entanto, por ocasião das suas previsões económicas da primavera, a Comissão Europeia avançava com um crescimento de 1,2% este ano, «confirmando» então as projeções avançadas pelo Governo e em linha com a revisão da 11.ª avaliação do programa português, concluído a 17 de maio.

Nessas projeções, Bruxelas previa também um crescimento do PIB de 1,5% em 2015.