A agência de rating Standard and Poor's colocou a Argentina na categoria de incumprimento seletivo, depois de encerradas sem acordo as negociações entre Governo e fundos de investimento especulativos.

Buenos Aires passou esta quinta-feira o prazo para pagamento da dívida aos chamados «fundos abutres», isto é, 400 milhões de euros em obrigações que vencem em 2033.

A falta de pagamento deve-se à decisão de um juiz norte-americano de congelar uma conta do governo argentino até que este regularize o pagamento a outros credores, ainda por causa do acordo de reestruturação da dívida de 2005.

A expectativa no mercado é de que o incumprimento não dure muito tempo e de que a Argentina chegue a acordo com os fundos de alto risco norte-americanos.

O ministro que negociou com os fundos diz que a Argentina está disposta a pagar o que deve.