Uma empresa multinacional do setor têxtil vai investir em Paredes três milhões de euros e criar, a partir de janeiro de 2014, 250 postos de trabalho, anunciou esta segunda-feira fonte da autarquia local.

O projeto industrial prevê a criação de uma unidade para produção de vestuário e confeção, na freguesia de Vilela.

A empresa, com sede em Freamunde, Paços de Ferreira, vai contar com apoios indiretos do município, ao nível fiscal.

Os incentivos traduzem-se, segundo a fonte, na isenção do imposto sobre a aquisição do imóvel onde vai ser instalada a unidade industrial. O projeto vai também beneficiar de isenção de IMI e derrama por um período de cinco anos.

Vai ainda ser reduzido a um euro o custo das taxas e licenças devidas ao município de Paredes, no âmbito do licenciamento da unidade industrial.

O presidente da Câmara de Paredes, Celso Ferreira, aplaude o trabalho da empresa municipal de captação de investimento, considerando aquele projeto industrial «um ponto de viragem na competitividade do território e na criação de emprego».

A propósito, o autarca adianta haver outros investimentos «muito perto de serem confirmados no início do próximo ano».