A troika adiou a oitava avaliação para o final de agosto, início de setembro, ao mesmo tempo do nono exame regular previsto para essa altura.

A informação foi confirmada esta noite em comunicado pelo Ministério das Finanças.

Já hoje a Comissão Europeia e FMI tinham confirmado negociações com o Governo no sentido de acertar uma nova data, que estava prevista para a próxima segunda-feira.

A crise política que começou na semana passada determinou o adiamento desta avaliação.

Eis o comunicado das Finanças:

«Face à situação política atual, o Governo solicitou à Comissão Europeia, Banco Central Europeu e Fundo Monetário Internacional a realização conjunta dos 8º e 9º exames regulares, permitindo desta forma que o programa de ajustamento seja concluído dentro do prazo previsto. A realização dos 8º e 9º exames está prevista para o final de agosto/início de setembro».