O Governo australiano pretende que os investidores estrangeiros que adquiram imóveis residenciais no país paguem até 7.855 dólares (6.922 euros) adicionais e se submetam a um processo de aprovação da compra, informou esta quarta-feira a imprensa local, noticia a Lusa.

A nova proposta, que está sujeita a consulta, vai forçar os investidores estrangeiros que sejam surpreendidos a tentar violar ou escapar à lei a pagarem uma multa de até 25% do preço do imóvel, e obrigá-los a vender a respetiva propriedade.

O Governo australiano não precisou se o novo regime de pagamentos se aplica a novas aquisições ou inclui propriedades que atualmente estão nas mãos de investidores estrangeiros, segundo o diário The Australian Financial Review.

O primeiro-ministro australiano, Tony Abbott, disse que o regime proposto de pagamentos é similar ao da Nova Zelândia, mas menos restrito do que o de Singapura ou de Hong Kong, segundo a fonte.

«Sim, o investimento estrangeiro tem sido muito, muito bom para a Austrália, mas ele tem de ser o investimento estrangeiro certo (...) e ele não pode prejudicar os compradores de casa australianos», disse Tony Abbott.