O primeiro-ministro grego sublinha que está seguro de que o pedido de extensão do empréstimo por seis meses, realizado formalmente na quinta-feira, será aceite pelos credores europeus, apesar das objeções de Berlim e pede uma decisão política histórica.

«A Grécia fez tudo o possível para que possamos chegar a uma solução que beneficie as duas partes, baseada no princípio de um respeito duplo: respeito pelas regras da UE e pelos resultados eleitorais dos Estados-membros», defendeu Alexis Tsipras, num depoimento enviado à Reuters.

«Estou seguro de que o pedido grego de uma extensão do empréstimo por seis meses com os condicionamentos que a acompanham irá ser aceite. Este é o momento para uma decisão política histórica para o futuro da Europa.

A reunião do Eurogrupo começa foi adiada 1:30 e começa agora às 15:30, hora de Lisboa, depois de três reuniões falhadas, nas quais a Grécia não conseguiu chegar a acordo com os credores.

A porta-voz de Angela Merkel disse esta quinta-feira que a proposta de extensão apresentada pelo Governo Grego é um «bom sinal».