O aviso é do ministro das Finanças francês, Michel Sapin: a saída da Grécia do euro não terá grandes consequências para a zona euro. Entrevistado pela rádio francesa RTL, o responsável sublinhou esta segunda-feira que espera um acordo em tempo útil, mas não pareceu preocupado se as negociações não trouxerem um acordo.

“Não será um drama para nós ver a Grécia sair do euro. Não terá consequências sérias do poto de vista económico e financeiro”


No entanto, o responsável admite que afetará, e muito, o projeto europeu, já que o objetivo é alargar a união e não encolhê-la.


 O ministro alemão das Finanças, Wolfgang Schäuble, vai encontrar-se esta segunda-feira com o homólogo grego, Yannis Varoufakis, mas não está prevista qualquer conferência de imprensa para este encontro que decorrerá durante a manhã.

Varoufakis está na Alemanha e esta noite participará num debate em Berlim, organizado pela fundação Hans-Bloeckler.