A diretora-geral do Fundo Monetário Internacional, Christine Lagarde, revelou que se encontrou esta quarta-feira pela primeira vez com o novo ministro grego das Finanças, em Bruxelas, afirmando ter-se tratado de «uma boa troca de pontos de vista».

«Foi uma boa reunião. Tivemos uma boa troca de pontos de vista», disse Lagarde sobre o encontro bilateral, realizado antes da reunião extraordinária de ministros das Finanças da zona euro que decorre hoje em Bruxelas, consagrada à Grécia, e que assinala a estreia de Yanis Varoufakis no Eurogrupo.

Escusando-se a revelar detalhes da conversa mantida com o ministro grego, a diretora-geral do FMI limitou-se a referir que agora é necessário ouvir o que as novas autoridades gregas têm a dizer e iniciar «trabalho em conjunto», que, advertiu, «levará um certo tempo».

Apesar da maioria dos parceiros europeus rejeitar a saída grega do euro, aliás, uma saída que também não é defendida por Varoufakis, a agência de rating Standard and Poor's considerou esta quarta-feira que uma saída da Grécia da zona euro, eventualidade conhecida como Grexit, não implica grandes riscos e que a perda total dos créditos não prejudicaria a avaliação dos créditos dos credores. 

Na véspera do eurogrupo o ministro das Finanças alemão, Wolfgang Schäuble, afastou a hipótese de um acordo entre os parceiros europeus e a Grécia na reunião.

O responsável falava depois da cimeira do G20, em Istambul, dizendo que as notícias que antecipavam um acordo era falsas, segundo a Bloomberg.