A diretora-geral do FMI exprimiu hoje o seu “desapontamento” com os resultados “inconclusivos” das discussões recentes entre a Grécia e os seus credores, reafirmando, no entanto, o empenho em continuar a colaborar com as autoridades gregas.

Christine Lagarde salienta, num comunicado, que “os próximos dias serão claramente importantes” e congratula-se com as declarações do Eurogrupo e do Banco Central Europeu (BCE) no sentido de recorrerem a “todos os instrumentos disponíveis para preservar a integridade e estabilidade” da zona euro.

“Estas declarações confirmam que a zona euro tem hoje uma posição sólida para responder aos desenvolvimentos de forma atempada e efetivo, como é necessário”, acrescenta, no mesmo documento.

O Banco Central Europeu decidiu este domingo manter os empréstimos de emergência aos bancos gregos nos atuais níveis. No entanto, a linha de liquidez não será reforçada.

Os enviados especiais da TVI em Atenas falaram com Yanis Varoufakis em exclusivo após o parlamento grego ter aprovado o referendo para o próximo domingo.

O ministro das Finanças grego confirmou que não há um plano de saída do euro para a Grécia, nem para ninguém, porque essa possibilidade não está contemplada nos tratados.

Pode ver a entrevista, este domingo, no Jornal das 8.