A Grécia deverá chegar a acordo com os credores internacionais na próxima semana, antecipou o ministro grego da Economia, George Stathakis, à Skai TV.

«Creio que as discussões levarão a um acordo na próxima semana», sublinhou o responsável, citado pela Reuters.

Na semana passada Atenas enviou uma lista de reformas aos parceiros internacionais. A lista apresentada ao Grupo de Bruxelas incluiu receitas de 1,5 mil milhões de euros em privatizações ainda este ano, incluindo a venda do porto de Atenas (Pireu).

Stathakis revelou que o governo helénico não tinha planos para vender os 67% do capital que detém, mas que iria procurar conseguir uma «joint venture» com investidores, no qual ficaria com uma parte substancial da empresa.

Para já, ainda não está prevista uma reunião dos ministros das Finanças da zona euro, o Eurogrupo, que tem o poder de desbloquear a ajuda financeira à Grécia quando o país se defronta com uma grave crise de liquidez. 

O grupo de trabalho do Eurogrupo reúne-se esta quarta-feira, por teleconferência, para analisar as medidas que estão a ser discutidas entre o Governo grego e os credores.