A responsável máxima do FMI (Fundo Monetário Internacional), Christine Lagarde, reagiu pela primeira vez ao resultado do referendo na Grécia deste domingo que deu a vitória ao "Não".

Numa nota oficial, Christine Lagarde afirmou:

"O FMI tomou nota do resultado do referendo de ontem na Grécia. Estamos a monitorizar a situação de perto e estamos prontos para dar assistência à Grécia, se for solicitada".   


As declarações de Lagarde surgem numa altura em que o The Telegraph está a divulgar declarações de Yanis Varoufakis, o ministro demissionário das Finanças, em que admitirá criar temporariamente uma espécie de moeda eletrónica paralela ao Euro para pagar salários e pensões.

Entretanto, a agência Reuters está avançar que o novo ministro das Finanças grego deverá assumir a pasta ainda esta segunda feira, ao que tuido indica será mesmo Euclid Tsakalotos, de 55 anos, é o negociador grego para o diálogo com os credores internacionais. É considerado "pró-europeu" e a favor da manutenção da Grécia na Zona Euro.