O Fundo Monetário Internacional (FMI) anunciou esta quinta-feira que abandonou as negociações com a Grécia em Bruxelas e está de regresso a Washington.

O porta-voz do Fundo, Gerry Rice, adiantou aos jornalistas que continuam a existir “diferenças substanciais” entre o FMI e Atenas, incluindo a questão das reformas nas pensões e fiscal.

“A bola está do lado da Grécia. Há diferenças substanciais entre nós em muitas das áreas-chave. Não houve progresso nas negociações”, sublinhou, num video publicado pelo The Guardian.

Veja o vídeo:



O responsável garante, no entanto, que o FMI não abandonou as negociações por completo. A diretora-geral do FMI, Christine Lagarde, estará presente no Eurogrupo que se realiza na próxima semana no Luxemburgo.

Em Atenas, o porta-voz do governo anunciou entretanto que a equipa grega está “pronta” para intensificar esforços no sentido de conseguir um acordo “ainda nas próximas 24 horas”, revela o The Guardian.

“Por essa razão vamos continuar a trabalhar nos assuntos pendentes, como o tema fiscal e a sustentabilidade da dívida”.


O FMI já esclareceu entretanto que só volta às negociações em Bruxelas se o governo grego estiver pronto para "negociações sérias".