A reunião de segunda-feira dos ministros das Finanças da zona euro não será decisiva quanto à Grécia, apesar dos progressos registados, declarou esta sexta-feira em Roma o presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem.

"A reunião de segunda-feira do Eurogrupo não será decisiva, é preciso mais tempo", explicou aos jornalistas Dijsselbloem, após uma reunião com o ministro das Finanças italiano, Pier Carlo Padoan.

"É difícil prever o desfecho do Eurogrupo de segunda-feira, mas confio que se chegue a acordo num prazo razoável", disse Padoan.

Já o ministro das Finanças da Grécia, Yanis Varoufakis, afirmou esta sexta-feira, em Madrid, que está confiante de que "rapidamente" se alcançará um acordo no seio da União Europeia para resolver a crise da dívida grega.