O Banco Central Europeu (BCE) voltou esta segunda-feira a elevar a liquidez de urgência aos bancos gregos, admitindo que os governadores da instituição poderão voltar a fazê-lo "a todo o momento", se for necessário.

É o terceiro aumento desde a passada quarta-feira, para fazer face aos levantamentos em massa de dinheiro pelos gregos, como forma de prevenção para uma eventual saída do euro. Fontes adiantam que o aumento foi de quase 1,3 mil milhões de euros.

Uma fonte bancária grega citada pela agência francesa AFP adiantou que "os governadores podem reunir-se a todo o momento" para tomar uma nova decisão de ajuda às instituições financeiras gregas, se tal for necessário, "mesmo ainda hoje ou amanhã [terça-feira]", em função do resultado das negociações em curso em Bruxelas entre o executivo de Atenas e os seus credores internacionais, no dia de um Conselho Europeu extraordinário para debater o problema.