O ministro das Finanças alemão, Wolfgang Schäuble, declarou esta segunda-feira que se a Grécia quer ajuda europeia tem de ter um programa, em vez de um financiamento de urgência, como tem sido pedido por Atenas.

«Se querem a nossa ajuda, é necessário um programa» concluído com os credores com o objetivo em particular de libertar os financiamentos do Banco Central Europeu, afirmou Schauble a alguns jornalistas quando chegava para um encontro com homólogos do G20 em Istambul.

«Eu ainda não percebi como o Governo grego quer fazer», disse ainda.

Os ministros das Finanças e os governadores dos bancos centrais do G20 estão reunidos hoje em Istambul, na Turquia, para debater soluções para a crise da dívida da Grécia e formas para fomentar o crescimento económico global.

O encontro realiza-se pela primeira vez na Turquia, que ocupa a presidência rotativa do G20.