O número de casais em que ambos os cônjuges estão inscritos nos centros de emprego subiu 0,7% em agosto, quer em termos homólogos, quer face a julho, alcançando os 10.593, foi hoje divulgado.

De acordo com a informação disponível na página do Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) na Internet, em agosto, do total de desempregados casados ou em união de facto, 21.186 (9,7%) têm também registo de que o seu cônjuge está igualmente inscrito como desempregado no serviço de emprego.

No final de agosto de 2016, de acordo com o instituto, estavam registados nos serviços de emprego do continente um total de 468.282 desempregados, dos quais 49% eram casados ou viviam em situação de união de facto, perfazendo um total de 217.739.