O PSD e o CDS-PP pedem que ata da audição de Machado da Cruz, ex-contabilista da Espírito Santo International (ESI), seja enviada para o Ministério Público. O objetivo é eliminar o conteúdo da audição que está sob segredo de justiça. Machado da Cruz foi ouvido a 8 de janeiro.
 
Os deputados querem que o Ministério Público retire todos os elementos que possam comprometer o segredo de justiça. E que a ata seja reenviada à comissão de inquérito já sem esses dados protegidos.