O antigo ministro das Finanças do executivo PSD/CDS-PP Vítor Gaspar não prevê vir a Portugal "nos próximos meses", reconheceu hoje o presidente da comissão de inquérito ao Banif, António Filipe.

Gaspar, a residir em Washington, nos Estados Unidos, entrou em contacto com a comissão de inquérito - onde deveria ser ouvido em abril - para "manifestar a sua disponibilidade" para colaborar com os trabalhos, mas lembrando a "limitação" de residir no estrangeiro e não prever vir a Portugal em breve.

"É uma situação que oportunamente consideraremos", vincou António Filipe no arranque dos trabalhos desta manhã, acrescentando o deputado comunista que o pedido de um depoimento por escrito é uma hipótese a considerar.

As audições na comissão parlamentar de inquérito à resolução do Banif começam hoje: de manhã é ouvido o antigo administrador Marques dos Santos, e de tarde prestará esclarecimentos aos deputados o também antigo administrador Jorge Tomé.