“A melhoria dos resultados decorre essencialmente do crescimento da receita de portagem rodoviária, o que permite compensar a quebra da receita de utilização da infraestrutura ferroviária viabilizando a sustentabilidade de ambos os modos de mobilidade”, refere a IP num comunicado enviado à agência Lusa.



“O valor de receita de portagem mantém uma tendência de crescimento consistente. Entre janeiro e outubro deste ano a receita obtida foi 23,6 milhões de euros, 9% superior face ao registado em 2014”, refere, notando que esta evolução “se tem verificado ao longo de todo o ano”.