O índice de volume de negócios na indústria em Portugal cresceu 1,6% em julho, face a uma queda de 5,2% em termos homólogos observada em junho, divulgou esta segunda-feira o INE.

Já em termos mensais, o Instituto Nacional de Estatística (INE) refere ainda que o índice de volume de negócios na indústria apresentou um subida mensal de 9%, quando esta se situou em 1,7% em julho de 2012.

De acordo com a mesma fonte, em termos homólogos, o indicador das vendas com destino ao mercado externo passou de -4,1% para 5,3% em julho, quando o índice de vendas relativo ao mercado nacional caiu 1,1% (-6,1% em junho).

Por agrupamentos, o índice de Bens e Intermédios, de Bens de Investimento e de Energia passaram de ¿ 5,3%, -7,8% e de -3,2% no mês de junho, respetivamente, para 2,1%,7,9% e para 2,6% em julho.

O agrupamento de Bens de Consumo, por sua vez, registou uma diminuição de 2,9%, «ainda assim menos intensa em 2,9 pontos percentuais que a observada em junho», segundo o INE.

Já o índice da secção das indústrias transformadoras situou-se em 2,8% (-5,1% no mês anterior).

Em termos homólogos, os índices de emprego, de remunerações e de horas trabalhadas, ajustadas de efeitos de calendário, registaram em julho variações de -3%,-4,2% e de -2,3%, respetivamente (-3,2%, -2,3% e -2,9% em junho, em ambos os casos).

O INE diz que os resultados em termos homólogos «foram parcialmente influenciados por efeitos de dias úteis, tendo-se observado menos um dia útil em junho e mais um dia útil em julho face aos correspondentes meses de 2012».