O salário médio mensal em 26 municípios do país é superior à média nacional de 1.095 euros, sendo Alcochete o concelho do país com maior remuneração, cerca de 1.883 euros, revelou esta sexta-feira o Instituto Nacional de Estatística.

De acordo com dados de 2012 constantes nos Anuários Estatísticos Regionais divulgados e referentes a trabalhadores por conta de outrem, a tempo completo e com remuneração completa, é no distrito de Setúbal que se situam os dois concelhos com maiores remunerações médias mensais: Alcochete (1.882,95 euros) e Sines (1790,04 euros).

Acima da média nacional em Setúbal, constam ainda outros três municípios: Palmela (1.286,20 euros), Seixal (1.172,74) e a capital de distrito com 1.197,12 euros de salário médio mensal.

O município de Oeiras ocupa o terceiro lugar a nível nacional nos municípios com melhor ganho médio mensal (1.704,88 euros), seguido de Castro Verde (Beja), com 1.622,28, e Lisboa (1590,60 euros).

No litoral Norte, os salários médios mensais são mais baixos comparativamente à região sul do país e apenas os municípios do Porto (1.299,21), Maia (1.162,35) e Matosinhos (1.119,61) estão acima da média nacional.

Embora no interior do país se situem os concelhos onde a remuneração média mensal é mais baixa - casos de Freixo de Espada à Cinta (Bragança), com 683,48 euros, ou Vila de Rei (Castelo Branco) com 692,12 euros - municípios como Campo Maior (em Portalegre, 1.209,65), Torre de Moncorvo (Bragança) 1.149,18 euros ou Vila Velha de Ródão (Castelo Branco), com 1.121,84 euros, chegam a registar remunerações médias mensais superiores aos das respetivas capitais de distrito e mesmo a grandes centros urbanos do litoral como Coimbra ou Leiria.

Em Coimbra e Leiria, cidades como a Figueira da Foz e Marinha Grande ou Alenquer também apresentam valores de remuneração média mensal superiores aos auferidos nas respetivas capitais de distrito, situação que ocorre, igualmente, nos casos de Tondela, Oliveira de Frades, Mangualde e Penedono (Viseu), Sabrosa (Vila Real) e Aljustrel (Beja).

Benavente, Abrantes, Alcanena, Constância, Entroncamento e Torres Novas (Santarém) são igualmente casos de municípios onde os valores médios auferidos são superiores aos da capital de distrito, a exemplo de Calheta e Porto Santo (Madeira), ambos com valores superiores ao Funchal.