A taxa de desemprego recuou para 12,2% em setembro, revelou esta quinta-feira o Instituto Nacional de Estatística. O valor é inferior em 0,1 pontos percentuais à estimativa definitiva relativa ao mês anterior.

Em setembro havia 621,8 mil pessoas desempregadas, o que representa um decréscimo de 1,1% face ao valor definitivo obtido para agosto de 2015 (menos 6,8 mil pessoas).

A taxa de desemprego das mulheres (12,6%) excedeu a dos homens (11,8%) em 0,8 pontos percentuais. Face ao mês anterior, a primeira manteve-se inalterada, enquanto a segunda diminuiu 0,2 pontos percentuais.

A taxa de desemprego dos jovens situou-se em 31,2%, tendo diminuído 0,4 pontos percentuais em relação ao mês anterior. A taxa de desemprego dos adultos situou-se em 10,7%, tendo diminuído 0,1 décima em relação ao mês anterior

A estimativa provisória da população empregada é de 4 477,6 mil pessoas, menos 0,1% do que no mês anterior (menos 5,9 mil pessoas). 

Em agosto de 2015, a estimativa definitiva da taxa de desemprego não ajustada de sazonalidade foi de 12,1%, tendo aumentado 0,3 pontos percentuais face ao mês anterior, contrariamente aos decréscimos ocorridos desde fevereiro de 2015. Relativamente a agosto de 2014, a taxa de desemprego não ajustada de sazonalidade diminuiu 1,2 pontos percentuais.