A taxa de desemprego em Portugal fixou-se nos 12,4% em outubro de 2015, inalterada face ao mês anterior, com o do Instituto Nacional de Estatística (INE) a rever alta a estimativa provisória de Setembro, dos anteriores 12,2%.

"A estimativa provisória da taxa de desemprego para outubro de 2015 situa-se em 12,4 pct, mantendo-se inalterada face à estimativa definitiva obtida para Setembro de 2015," referiu o INE, em comunicado.

Adiantou que a estimativa provisória da população desempregada para Outubro de 2015 é de 632.700 pessoas, menos 0,3% ou 1.700 pessoas, face ao valor definitivo obtido para Setembro de 2015 (menos 1,7 mil pessoas).

"A estimativa provisória da população empregada é de 4,47 milhões de pessoas, menos 1.900 do que no mês anterior, ao que corresponde uma variação relativa quase nula," acrescentou.

A taxa de desemprego dos jovens situou-se em 31,8%, tendo diminuído 0,1 pontos percentuais em relação a Setembro.

Segundo o cenário inscrito no Orçamento de Estado (OE) para 2015, a taxa de desemprego deverá fixar-se em 13,4% este ano.

Portugal superou uma profunda recessão em 2014, ano em que terminou um doloroso resgate internacional, com a economia a expandir 0,9%.

Para 2015, o Executivo de centro-direita, entretanto substituído por um Governo socialistas, previa um crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) de 1,6%.

O INE confirmou também esta manhã que o crescimento da economia portuguesa abrandou no primeiro trimestre, ao avançar 1,4%.