As licenças para construção de edifícios em Portugal acentuaram a queda no primeiro trimestre de 2016, recuando 6,7% em termos homólogos, depois de uma descida de 1,1% no trimestre anterior, segundo os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE).

"No primeiro trimestre de 2016 foram licenciados 3,7 mil edifícios e concluídos 2,5 mill", referiu o INE, frisando que "os edifícios licenciados diminuíram 6,7% face ao primeiro trimestre de 2015, acentuando-se o decréscimo face ao trimestre anterior".

O INE refere ainda que, do total de edifícios licenciados, 64,4% corresponderam a construções novas e, destas, 65,8% destinaram-se a habitação familiar.

A região do Algarve apresentou a única subida nos edifícios licenciados, de 15%. Já as restantes regiões tiveram variações homólogas negativas, com especial destaque para a queda de 10,9% da Região Autónoma da Madeira e para a descida de 10,3% da região Norte.

O INE diz ainda que as obras licenciadas para construções novas em Portugal diminuíram 3,7% face ao homólogo, enquanto as obras de reabilitação recuaram 13,6%. Relativamente ao trimestre anterior, o licenciamento para construções novas diminuiu 0,3%t e as obras de reabilitação decresceram 5,9%.