As exportações cresceram 0,3% e as importações diminuíram 1,2% entre agosto e outubro deste ano, de acordo com o INE.

Segundo o comunicado, em Outubro de 2015, as exportações diminuiram 2,5% em termos homólogos, "resultado da evolução do Comércio Extra-UE - principalmente nas Máquinas e aparelhos, Combustíveis minerais e produtos Alimentares - dado que as exportações Intra-UE aumentaram,".

Por sua vez, as importações desceram 3,9%, naquele mês, "sobretudo devido ao Comércio Extra-UE, em especial nos Combustíveis minerais".

Excluindo os 'Combustíveis e lubrificantes', as exportações diminuíram 0,6% em Outubro e as importações aumentaram 1,2%, referiu o INE.

Note-se que o crescimento das exportações tem sido chave na recuperação económica de Portugal desde o pedido de resgate de 2011.

O país terminou o resgate financeiro em maio de 2014, ano em que a economia expandiu 0,9%. O Banco de Portugal prevê que o Produto Interno Bruto cresça 1,6% em 2015, tendo ficado para trás as contracções de 1,4% em 2013 e 3,3% em 2012.

Já o défice comercial de Portugal teve uma queda homóloga de 7,1% entre agosto e outubro de 2015.

O INE adiantou ainda que o défice comercial português desceu para 2.738 milhões de euros (ME), contra o défice de 2.947 ME no período homólogo de 2014, tendo a taxa de cobertura subido 1,2 pontos percentuais para 81,4%.