O défice comercial global de Portugal aumentou 25% em termos homólogos no trimestre terminado em Julho de 2014, penalizado pelo crescimento das importações a um ritmo bem superior às exportações, segundo dados do INE.

OCDE antecipa desaceleração na economia lusa

PIB aumenta 0,9% no segundo trimestre

O Instituto Nacional de Estatística adiantou que o défice comercial de Portugal situou-se em 2.682 milhões de euros, face a 2.155 milhões no período homólogo.

Nestes três meses, Portugal importou um total de 15.418,5 milhões de euros de produtos, mais 4,9% do que no período homólogo, tendo as exportações crescido 1,5% para 12.736,5 milhões de euros.

A taxa de cobertura diminuiu 2,7 pontos percentuais para 82,6%.

No trimestre terminado em Julho, as exportações Intra-UE aumentaram 2,6% e as importações Intra-UE aumentaram 5%, face ao período homólogo.

Quanto às exportações Extra-UE, estas diminuíram 1,1%, enquanto as importações Extra-UE aumentaram 4,4%, o que resultou num défice de 649,3 milhões de euros e numa taxa de cobertura de 84,9%.