A indicador de confiança dos consumidores voltou a recuperar em dezembro, devido ao contributo positivo de todas as componentes, em particular as perspetivas de evolução do desemprego, apresentando o valor mais elevado desde outubro de 2010.

Dados do Instituto Nacional de Estatística revelam que também o indicador de clima económico registou uma nova subida no último mês de 2013. Há seis meses que a confiança está a subir em todos os sectores de atividade.

Nos últimos seis meses, de acordo com o INE, observou-se um aumento dos indicadores de confiança em todos os setores (Indústria Transformadora, Construção e Obras Públicas, Comércio e Serviços).

A recuperação do indicador de confiança dos consumidores deveu-se, por sua vez, aos contributos positivos de todas as componentes, mais expressivo no caso das expectativas sobre a evolução do desemprego.

Os indicadores de confiança do INE são calculados através de médias móveis de três meses dos saldos de respostas extremas a inquéritos. Um número negativo significa que houve mais respostas pessimistas do que otimistas.