O indicador de confiança dos consumidores diminuiu “expressivamente” em novembro, depois de ter estabilizado no valor mais elevado desde abril de 2001 e o clima económico voltou também a agravar-se, segundo dados hoje divulgados pelo INE.

De acordo com o Instituto Nacional de Estatística, o indicador de confiança dos consumidores (calculado através de inquéritos a particulares) piorou em novembro, alcançando os -13,7 pontos (-11,2 pontos observados em outubro) e invertendo a tendência ascendente observada desde o início de 2013.

O indicador de clima económico (calculado através de inquéritos a empresas de vários setores de atividade), por sua vez, voltou a agravar-se em novembro para os 0,9 pontos (dos 1,2 pontos observados em outubro e depois de dois meses de estabilização).