O governo do primeiro-ministro japonês Shinzo Abe, deu esta terça-feira luz verde à subida de 5 para 8% do imposto de consumo, o primeiro aumento fiscal em 15 anos e que entra em vigor a 01 de abril de 2014.

O próprio chefe do governo confirmou a decisão ao diário económico Nikkei, antes de uma reunião do Executivo.

O primeiro-ministro argumentou que a decisão visa enfrentar a cada vez mais elevada despesa da segurança social e manter a confiança da saúde fiscal do Japão.

Apesar de Shinzo Abe anunciar o aumento, a proposta estava autorizada pelo parlamento desde 2012 e, além de controversa, foi uma medida que acabaria por custar o cargo de primeiro-ministro a Yoshihiko Noda.