O fiscalista António Carlos Santos defendeu esta terça-feira que as famílias não vão pagar menos IRS no próximo ano e que a proposta de reforma deste imposto beneficia apenas as famílias numerosas dos estratos económicos mais altos. 

Tem dúvidas sobre o IRS do próximo ano?Veja aqui as respostas

«Não vamos pagar menos IRS», disse o antigo secretário de Estados dos Assuntos Fiscais, num encontro em Lisboa sobre o Orçamento do Estado para 2015 (OE2015), criticando a proposta apresentada na semana passada pelo Governo, nota a Lusa.

«As famílias mais numerosas concentram-se nos estratos mais altos e nos mais baixos e as dos mais baixos não pagam IRS», afirmou António Carlos santos, explicando, assim, que as alterações ao IRS vão beneficiar as famílias com rendimentos mais elevados.

«Estão a diminuir a progressão» do imposto face ao nível de rendimentos, disse, defendendo que o incentivo ao aumento de natalidade em Portugal podia ser feito «de outra forma».

«Pode ser feito aumentando o abono de família ou evitando que os jovens vão para o exterior. Se calhar é mais útil investir nesta natalidade», defendeu.