Portugal vai bater-se «até ao fim» para manter taxa reduzida de IVA nas pontes sobre o Tejo na reunião dos 27 terça-feira, em Bruxelas, dominada pelas pretensões da França em obter igual taxa para a restauração, disse à Lusa fonte diplomática.

A taxa aplicada em Portugal nas pontes sobre o Tejo é de 5 por cento, quando deveria aplicar a taxa normal de IVA de 19%.

Lisboa está «irredutível» e está disposta a «bloquear» um compromisso se não obtiver ganho de causa nas suas pretensões, segundo fonte diplomática que tem dúvidas que os ministros das Finanças da União Europeia (UE) cheguem a um «acordo político» sobre a questão das taxas reduzidas do IVA que se arrasta há anos.

Segundo a mesma fonte, Portugal não é o único Estado-membro com problemas em aceitar o compromisso avançado pela presidência checa da UE.