As exportações de bens diminuíram 0,7% e as importações de bens decresceram 3,6% em maio face ao homólogo, revelam o Instituto Nacional de Estatística no boletim sobre as estatísticas do comércio internacional.

Excluindo os Combustíveis e lubrificantes, as exportações aumentaram 2,2% e as importações 6,8%. Mais 1,1% e -0,2% em relação abril, respetivamente.

No mesmo mês, a défice da balança comercial de bens diminuiu 164 milhões de euros face a maio de 2015 e o défice da balança comercial, excluindo os Combustíveis e lubrificantes aumentou 213 milhões de euros.

Em termos trimestrais, as exportações de bens decresceram 2,3% e as importações de bens diminuíram 3,6% face ao período homólogo.

Além da informação habitual, o INE inclui no documento informação específica sobre as transações comerciais de bens de Portugal com o Reino Unido.

Salienta-se que o Reino Unido foi, em 2015, o quarto maior mercado de destino das exportações portuguesas (6,7% do total), tendo-se registado nesse ano um saldo da balança comercial de bens a favor de Portugal na ordem de 1,5 mil milhões de euros.