As exportações aumentaram 2,1% e as importações recuaram 3,5% no trimestre terminado em fevereiro, em termos homólogos, diminuindo o défice da balança comercial em 735,5 milhões de euros, segundo dados do INE revelados esta quinta-feira. 

Já no trimestre terminado em janeiro, as exportações tinham aumentado 0,5% e as importações recuado 1,3%.

No que respeita ao mês de fevereiro, as exportações de bens avançaram 4,4%, quando comparado com o mesmo mês do ano passado. É importante salientar que aqui as vendas para o exterior voltam a terreno positivo, uma vez que o início do ano tinha sido marcado por um deslize de 2,4%.

O aumento das exportações é atribuído à evolução do comércio intra-UE (União Europeia), em especial nos combustíveis minerais, máquinas e aparelhos e outros produtos, já que as exportações extra-UE registaram um decréscimo.

Quanto ao recuo das importações em fevereiro, foi devido ao comércio extra-UE (essencialmente nos combustíveis minerais), tendo-se verificado um aumento no comércio intra-UE.