Portugal vai voltar aos mercados de dívida na próxima quarta-feira, dia 21, para arrecadar até 1.250 milhões de euros através de dois leilões de Bilhetes do Tesouro (BT) a três e a 11 meses.

O anúncio foi feito esta sexta-feira pelo IGCP - Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública.

Estes serão os primeiros leilões de dívida pública após a formalização, da saída de Portugal do Procedimento por Défice Excessivo (PDE), confirmada no Conselho dos Ministros das Finanças da União Europeia.

Os dois leilões de linhas de Bilhetes do Tesouro acontecem a 21 de junho e terão como maturidades 22 de setembro de 2017 e 18 de maio de 2018, “com um montante indicativo global entre 1000 milhões e 1250 milhões de euros”, informou a agência que gere a dívida pública.