O IGCP, instituto que gere a dívida pública, realiza hoje dois leilões de dívida de curto prazo com o objetivo de se financiar entre 1.000 e 1.250 milhões de euros.

Os Bilhetes do Tesouro a emitir, através de dois leilões a realizar às 10:30 (hora de Lisboa), terão maturidades de 9 e 12 meses, ou seja, têm como datas de vencimento janeiro e abril de 2015, respetivamente.

Este leilão faz parte do calendário de financiamento do IGCP - Agência da Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública.

A 19 de março, Portugal colocou um total de 1.250 milhões de euros em Bilhetes do Tesouro a 6 e a 12 meses às taxas de 0,438% e 0,602%, ambas inferiores às dos anteriores leilões para estes prazos.

No final de março, o presidente do instituto, Moreira Rato, disse no Parlamento que a almofada financeira prevista para 2014 é de sete mil milhões de euros, mas que espera conseguir uma reserva maior, afirmando que «o que pode fazer sentido» para este ano é ter «uma almofada à volta de 10 mil milhões de euros».