O Governo mantém a data de 1 de janeiro para o aumento da idade de reforma para os 66 anos, disse esta quinta-feira o ministro dos Assuntos Parlamentares, Luís Marques Guedes.

«Desde que não haja atraso relativamente aos processos legislativos [votação final global da lei de bases da Segurança Social], que deverão terminar sexta-feira, a ideia é manter o dia 1 de janeiro para a entrada em vigor» do aumento da idade de reforma, afirmou o ministro no final do conselho de ministros.

Marques Guedes disse que o Governo tem agora de aguardar pela votação do Parlamento e só depois disso o regime pode avançar.

A proposta de lei foi aprovada na generalidade no final do mês, pelas bancadas da maioria PSD/CDS e com os votos contra do PS, PCP, BE e de Os Verdes.