Em comunicado as entidades que compõem Conselho de Reguladores do Mercado Ibérico da Eletricidade (MIBEL) disseram esta terça-feira que a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) vai estar à frente daquele órgão no segundo semestre de 2014.

O conselho de reguladores do MIBEL é composto pela CMVM, pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos e pelas congéneres espanholas da CMVM e da Comissão Nacional dos Mercados e da Concorrência.

Depois da primeira reunião deste ano o conselho de reguladores do MIBEL disse, em comunicado, que os «avanços no processo de integração do mercado constituem um sólido contributo para um mercado ibérico mais integrado e para a consolidação do projeto do MIBEL». Entre outros eventos, as instituições que integram o MIBEL sublinhara que os «primeiros leilões conjuntos e harmonizados de capacidade de transporte de energia elétrica na interligação entre Espanha e Portugal» permitem «aproximar os preços entre as diferentes regiões da União Europeia».

As alterações regulamentares em Espanha e Portugal estão concluídas e a 17 de junho entrou em vigor «um mecanismo de troca de reservas entre os sistemas de cada país (BALIT)», também extensível a França. O comunicado também avança que a governação da mudança de comercializador «permitiu evidenciar que o quadro organizativo da mudança de comercializador está suficientemente harmonizado ao nível dos procedimentos».

O Conselho de Reguladores realça que «estes desenvolvimentos permitem, assim, que se consolide a integração do MIBEL, com mais opções de segurança de preço, de segurança na operação das redes e de concretização das escolhas dos consumidores».