Miguel Pais do Amaral quer levar Humberto Pedrosa a Tribunal, exigindo ser ressarcido pelos prejuízos sofridos decorrentes de Pedrosa ter saído do seu consórcio para comprar a transportadora aérea.

Segundo a imprensa, o empresário queixa-se de conduta desleal e de ter quebrado o contrato de confidencialidade que o impedia de associar-se a uma concorrente.

A carta foi enviada por Pais do Amaral a Pedrosa no dia em que foi assinado o contrato de venda de 61% da TAP com o Governo.

Recorde-se que Pais do amaral entregou uma proposta à compra da TAP em maio, nesta fase ainda não vinculativa, com o apoio de três fundos internacionais, cujos nomes não chegaram a ser divulgados.