O preço das casas em Portugal deve aumentar cerca de 4% por ano nos próximos cinco anos, devido à recuperação da atividade no mercado de compra e venda, segundo o mais recente inquérito ‘Portuguese Housing Market Survey’, divulgado esta sexta-feira.

Com base nas respostas de empresas do setor imobiliário, verificou-se que “os mediadores e promotores imobiliários têm expectativas positivas quanto à evolução dos preços das casas em Portugal”.

A informação indica que a atividade no mercado de compra e venda “continuou a recuperar a um ritmo constante em novembro”.

De acordo com o inquérito (PHMS) desse mês, a procura por compra de casa “continuou a crescer, ainda que a um ritmo ligeiramente mais moderado”, e a venda de casas cresceu “a um ritmo sólido”, pelo que “as expectativas são para que o volume transacionado continue a crescer”.

O inquérito aos empresários do imobiliário verificou ainda que “o crescimento da procura se mantém superior ao crescimento da oferta, o que tem sustentado a tendência de recuperação dos preços, embora também a um ritmo menos acelerado nos últimos meses”.

Segundo o diretor da empresa de informação Ci - Confidencial Imobiliário, Ricardo Guimarães, as expectativas em relação ao preço das casas continuam positivas especialmente por parte dos mediadores que atuam junto de investidores internacionais.

“Mesmo com a incerteza que as recentes alterações políticas acabaram por aportar, há diversos fatores positivos que dão sustentação às tendências positivas quer nos preços quer na procura”, refere, citado na nota.

Para Simon Rubinsohn, economista do Royal Institution of Chartered Surveyors, “o crescimento do emprego, a descida das taxas de juro para o crédito à habitação e o crescimento da procura por crédito estão entre os fundamentos que sustentam a continuidade da tendência de melhoria no mercado de compra e venda de habitação”.

No mercado de arrendamento, a procura também continuou a crescer em novembro, de acordo com o inquérito PHMS, enquanto “a oferta de casas para arrendar caiu uma vez mais”.

O inquérito revela que existe “uma ligeira recuperação das rendas, que se mantém há já sete meses ininterruptos”, referindo que as expectativas são de que o crescimento do valor das rendas “acelere nos próximos meses, mesmo que ligeiramente”.

O PHMS é um inquérito mensal realizado em parceria entre a Confidencial Imobiliário e o RICS, para publicação de um Índice de Confiança e de Expectativas nas regiões metropolitanas de Lisboa, do Porto e do Algarve.

O Royal Institution of Chartered Surveyors (RICS) dá formação a profissionais que trabalham na avaliação, mediação e gestão em todo o ciclo do imobiliário e da construção.