A taxa de ocupação hoteleira registada no Algarve subiu 7,9% em outubro, relativamente aos mesmo período do ano passado, indicam dados da maior associação empresarial do setor na região.

Durante o passado mês de outubro, a taxa de ocupação global média por quarto na região foi de 60,9%, mais 7,9% do que o valor verificado em 2012, revelou a Associação de Hotéis e Empreendimentos Turísticos do Algarve (AHETA) em comunicado.

Por nacionalidades, as principais subidas registaram-se nos mercados alemão (mais 57,7%), britânico (mais 1,4%), e francês (mais 31,7%), tendo as maiores descidas ocorrido nos mercados nacional (menos 20,1%) e espanhol (menos 7,5%).

As zonas que apresentaram as maiores subidas nas ocupações foram as de Portimão e Praia da Rocha (mais 14%), Lagos e Sagres (mais 12,7%) e Vila Real de Santo António e Monte Gordo (mais 9,6%).

A zona de Vilamoura, Quarteira e Quinta do Lago registou a taxa de ocupação média mais elevada (66,8%), seguida da zona de Albufeira (65,6%).

Por categorias, os aldeamentos e apartamentos turísticos de três estrelas foram os que apresentaram a maior subida nas ocupações (mais 11,6%), seguidos dos hotéis e aparthotéis com a mesma classificação (mais 10,3%).

Os hotéis e aparthotéis de três estrelas foram também os que apresentaram a ocupação mais alta (63,8%), tendo os de duas estrelas registado a mais baixa (55,1%).

O volume de negócios registou igualmente uma subida comparativa de 7%, conclui a AHETA.