As dormidas e os proveitos da hotelaria aumentaram 5,9% e 5,6%, respetivamente, em novembro de 2013 face ao mesmo mês de 2012, beneficiando da maior procura quer de residentes, quer de estrangeiros, divulgou esta quarta-feira o INE.

Segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE), em novembro passado a hotelaria registou 2,1 milhões de dormidas (mais 6,3% do que em outubro), em resultado do aumento homólogo de 6,8% da procura de residentes e de 5,4% da procura de não residentes.

A evolução traduz uma recuperação do mercado interno, que em outubro tinha registado uma variação homóloga negativa de 0,9%, mas é ainda insuficiente para evitar um resultado acumulado negativo de janeiro a novembro (-1,3%).

Já os mercados externos mantiveram a evolução positiva (com mais 5,4% de dormidas), menos expressiva que no mês anterior (+8,6%), e acumulam um aumento de 7,9% nas dormidas de janeiro a novembro de 2013.

Em alta estiveram também os proveitos da hotelaria, com evoluções homólogas positivas de 5,6% para os proveitos totais e de 7,2% para os de aposento (que compara com os 7,8% e 6,8% de outubro).