Vários hotéis da cidade de Fátima já têm lotação esgotada para maio de 2017, quando é expectável a visita do papa Francisco que, em abril, confirmou querer deslocar-se à Cova da Iria.

“Assim que se soube que o papa queria vir, tivemos um volume anormal de telefonemas e temos pedidos de quartos para maio de 2017 quase todos os dias”, disse à agência Lusa Natália Neves, sócia-gerente do hotel Alecrim.

A empresária considerou que “Fátima terá, dificilmente, capacidade hoteleira para responder a uma visita do papa, mas não precisa de mais hotéis”, adiantando que no caso do seu hotel as reservas para os 12 e 13 de maio, ano após ano, “são dos mesmos clientes de sempre que, de ano para ano, vão renovando as reservas” e que, invariavelmente, esgotam a sua capacidade.