A Associação da Hotelaria e Restauração (AHRESP) alertou esta sexta-feira que o emprego na atividade recuou até março para o "mínimo dos últimos sete anos", falando num “massacre que está a devastar" um dos setores mais empregadores em Portugal.

“Estes números confirmam o massacre que está a devastar um dos setores que mais gera empregos em Portugal. As nossas empresas – aquelas que conseguiram sobreviver – encontram-se numa situação insustentável do ponto de vista financeiro e de recursos humanos”, afirma o diretor-geral da AHRESP, José Manuel Esteves, em comunicado.

Segundo recorda a associação, no último semestre o setor perdeu cerca de 53 mil postos de trabalho.