Os trabalhadores do Hotel Algarve Casino, em Portimão, decidiram convocar uma greve para o dia de passagem de ano, 31 de dezembro, informou a estrutura sindical do setor em comunicado a que a Lusa teve acesso.

Aquele hotel de cinco estrelas, situado na Praia da Rocha, é o único no Algarve que funciona simultaneamente como casino, tendo os trabalhadores decidido convocar a greve como forma de pressionar a administração, adiantou o Sindicato dos Trabalhadores da Indústria da Hotelaria, Turismo, Restaurantes e Similares do Algarve.

Os funcionários exigem a aplicação do contrato coletivo de trabalho negociado entre o sindicato e a Associação dos Industriais Hoteleiros e Similares do Algarve (AIHSA) e a realização de uma reunão para discutir o caderno reivindicativo para 2014, lê-se no comunicado.

Na moção aprovada na sexta-feira pelos trabalhadores, originada por um plenário no qual foi convocada a greve, é referido que a empresa se nega a reunir para discutir «as preocupações e propostas dos trabalhadores» e ainda que os dados de evolução económica demonstram que o setor «está de boa saúde».

O sindicato lembra ainda que no espaço de um ano «foram destruídos 1.300 postos de trabalho na região», a maioria dos quais pertenciam a pessoas que não estão a receber subsídio de desemprego.