A taxa de ocupação média por quarto nos hotéis do Algarve cresceu para 81,6% em julho deste ano, face aos 78,7% do mesmo mês de 2012, revelou a Associação dos Hotéis e Empreendimentos Turísticos do Algarve (AHETA).

Os principais contribuintes para o crescimento na região foram os britânicos (+17,1%), os holandeses (+21,1%) e os irlandeses (29,3%), registando-se as quebras mais acentuadas em termos do mercado interno, com uma contração de 9,8%, e junto do mercado espanhol, que sofreu uma descida de 9,9%.

Por regiões, as zonas de Albufeira (5,8%), Lagos / Sagres (5,7%) verificaram as maiores subidas no que diz respeito à ocupação hoteleira, enquanto no sotavento algarvio, em Tavira e Monte Gordo / Vila Real de Santo António, se sentiram reduções de 2,3% e de 1,9%, respetivamente.

A associação destacou, ainda, que os hotéis e aparthotéis de cinco estrelas atingiram as maiores subidas nas taxas de ocupação, em 8,3%, com os três estrelas atrás, registando um aumento de 7,5%.

No entanto, as unidades de cinco estrelas tiveram as ocupações mais baixas, nos 72,6%, enquanto as de três estrelas conseguiram os números mais elevados, no 85,4%.