O valor médio de avaliação bancária em Portugal registou um aumento de 11 euros por m2, que representa um acréscimo de 1,1% face a maio. Para o total do país, em junho, o valor fixou-se nos 1006 euros por m2, divulgou esta sexta-feira o Instituto Nacional de Estatística (INE).



O aumento na área metropolitana de Lisboa, que registou um valor médio de avaliação de 1198 euros por m2, e cuja variação mensal se situou nos 1,4%, foi o que mais influenciou o agravamento do total do país.

Já a área metropolitana do Porto apresentou, em junho, o valor médio de avaliação mais elevado dos últimos dez meses, que se fixou em 941 euros por m2.

Em comparação ao período homólogo, o valor médio de avaliação no total do país diminuiu 0,8%.

As quebras mais intensas foram observadas na região do Algarve (-4,4%) e na Região Autónoma da Madeira (-4,9%) sendo que a região de Lisboa foi a única a apresentar um acréscimo do valor médio de avaliação face ao período homólogo (variação de 0,1%).