As Finanças preparam-se para rever o zonamento e os coeficientes de localização dos imóveis urbanos, um dos elementos para fixar o valor patrimonial tributário de prédios sobre o qual incide o IMI, escreve o Jornal de Negócios.

Os peritos já estão no terreno e a previsão é a de que até ao final do verão o trabalho esteja concluído e realizadas as necessárias reuniões com as autarquias.

As propostas serão submetidas à Comissão Nacional de Avaliação de Prédios Urbanos, que irá elaborar o mapa final de zonamento e respetivos coeficientes de localização, que o Governo terá depois de aprovar.

Estes novos coeficientes não se refletirão de forma automática no valor patrimonial tributário dos imóveis. Se pretenderem beneficiar de uma eventual redução, os proprietários terão de requerer a atualização VPT dos seus prédios.

Estará disponível uma simulação para que os proprietários possam verificar se esta atualização trará um aumento ou uma descida, e atualizar se assim o desejar.